Os que também amam poesia...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

SILÊNCIO



Um grito de silêncio
sussurra dentro de mim...

minha rua não é pavimentada
é de terra
desesperada de sede
lágrimas de poeira...

minha fome é em preto e branco
vazio sem fundo
parede revestida de vontade
de saciar da fome
na medida da fome
no tamanho da fome
na fome da fome...

pensamentos acordados
estendidos no varal
pregados na sequência das suas ordens
olhos que veem fechados...

minha música quer um "Stradivarius"
violino que chora tocado ao vento
à beira mar ao entardecer...

e o amor que em mim está
quer ouvir a melodia dos sons calados...

poros
pele

sonhos
vida
amanhecer...

Grito longo e silencioso...

27 comentários:

  1. Olá Cristine
    Um grito silencioso de desabado. Tomara que seja ouvido.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Hoje, estando no início da Semana Santa, o meu desejo de paz e alegria é para vc... bem como uma chuva de:

    Orvalho do Céu (uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou de Palavras de Deus)...

    Estarei oferecendo um Retiro em meu Blog durante toda semana, passo para convidar e aguardar a sua visita...
    Preparei tudo com todo o meu carinho fraternal... Espero que lhe seja útil!!!
    É exatamente isso que lhe digo nesse tempo que estamos entrando:
    Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
    Bjs de paz e achocolatados desde já pois estarei também em Retiro Espiritual.


    http://espiritual-idade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá Cris...
    retribuindo a visita...adorei seu cantinho...muito fofo!
    estarei seguindo...
    bjinhos!!!

    ResponderExcluir
  4. Cristine,

    "Um grito de silêncio" é ouvido por muitos, já que uma vez li que o "silêncio é a infinidade incontrolável de palavras".
    Linda poesia, MARAVILHOSA!!!
    É uma delícia poder estar aqui no seu Cantinho...
    Um beijo pra ti, Guria!

    ResponderExcluir
  5. Olá Cristine! Tudo bem?

    Muito bacana seu blog! E que bacana que voc~e mora em Paraty. Adoro seu lugar. Já fizemos um projeto social em Paraty Mirim. Continuaremos fazendo nos dois próximos anos.

    Legal estar por aqui. Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Belíssimo, Cris. Agradeço pela sua visita ao meu blog.Te sigo. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oi,Cris!Lindos versos, todos nós precisamos as vezes de um pouco de silÊncio para ouvirmos a nós mesmos.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  8. Um silêncio que grita acima dos céus, melodia pedindo para ser ouvida!

    Uma feliz páscoa!

    ResponderExcluir
  9. tenho meus gritos no silêncio.
    estarei te seguindo ok.
    Bjs até mais

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cristine.

    Parabéns pelo blog.
    muito belo.
    muito sentido.
    bela poesia.
    vamos continuar nos vendo e nos comentando.

    abraços,

    Luiz Paixão

    ResponderExcluir
  11. Feliz Páscoa, minha querida! Adorei o post!
    Bjo, bjo!
    She

    ResponderExcluir
  12. Dearest Cristine,

    What a lovely invitation to come and read your poem!!!! I LOVE POETRY and I am just starting to read more of it so I can develop my own style!!! I see you are a professor of English! I am a teacher of French! I am sorry, but I do not speak or read Portueguese, wow...you see! I can't even spell it!!!! But I do know Spanish so I can read a little bit of Spanish into it! THANK YOU SO MUCH FOR FOLLOWING ME! I am following you as well. Please come by again; I so enjoy having friends from all over the world. Enjoy this lovely Easter day of hope and LOVE! Anita

    ResponderExcluir
  13. Oiiii anjo...
    E como me encanta passar aqui e ter tanto pra aprender com vc, tanta coisa pra se ler e absorver...
    Depois deste santo fim de semana, lhe desejo uma semana divina e cheia de conquistas...

    Bjos no coração e tudo de bom pra vc.

    ResponderExcluir
  14. Gracias por tu visita a mi blog...ese pedacito de mi, parte de mi esencia.

    Hermoso poema el que has plasmado, me gusta tu pluma.
    Te sigo.

    Un cordial saludo.

    ResponderExcluir
  15. oi, cris.
    até treino para colocar meus pensamentos em ordem, como se estivessem num varal, mas não... eles insistem em ser aleatórios.



    rsrs
    bjsmeus

    ResponderExcluir
  16. Gostei de mais...
    Se permitir, eu volto...
    Se não permitir...
    Volto escondido.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Muito lindo, Cristine!

    Seu grito sufocado de silêncio na melodia de um Stradivarius tocado pelo vento é bonito demais. Parabéns!

    ResponderExcluir
  18. Minha querida Cristina, obg pela visita, nunca vou esquecer de tantas belas palavras, poxa como descreve tão bem, amor e paixão, guardei pra mim querida.

    ResponderExcluir
  19. Mudei a morada do blog para : www.umnovoinicio.blogspot.com
    bjs.Cristina..

    ResponderExcluir
  20. Minha amiga gostei muito do seu blog sempre que der voltarei ja to seguindo...

    Que Deus abençoe vc e sua familia....

    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  21. Olá!!

    Estou passando para desejar a vc uma ótima tarde!

    Deixo meu beijo!

    Se puder apareça no Alma!

    ResponderExcluir
  22. Muito lindo este poema.
    Gostei do seu blogue
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
  23. O silêncio da alma é solidão que freme, é vazio e interca-la dores... o grito da alma pode ser calado, mas nem por isso deixa de espernear alguma coisa... variamos às vezes com palavras; uns alopradamento, outros com certa sobriedade. Brincamos com a voz ou cantamos uma melodia qualquer, para que não sufocamos no próprio afastamento do espírito.

    Um poema sempre é uma gota de chuva...
    De vez enquando respinga apenas - outras vezes -germina!

    Continue a escrever, leia deveras e não guarde nada para teu soluço intimo.

    Belo post.

    Marcelo Portuária.

    Visite também: cidadaniadoscapitais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Belo Cristine, amei conhecer seu blog, conteudo rico e instigante... Abraços!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por comentar.